Casos de meningite viral

Meningite

A Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo emitiu um alerta aos municípios sobre o aumento de casos de meningite viral na Grande Vitória. A doença tem atingido principalmente crianças na faixa etária de 3 a 7 anos. Segundo a Sesa, até o dia 5 deste mês foram notificados 277 casos. Em todo o ano passado, houve 269 notificações da doença. Diante desse cenário, chama a atenção a preocupação em torno da doença. Quem traz as orientações sobre o assunto em entrevista ao programa CBN Cotidiano é a médica infectologista Rubia Miossi:

Ela conta que o tempo frio dos últimos dois meses tem levado muitos a ficarem em ambientes fechados por cada vez mais tempo, o que cria um ambiente favorável para contaminações. Ela lembra que as vacinas disponíveis são para meningite bacteriana, que provocam os casos mais graves. A especialista explica que o quadro de meningite viral pode acontecer através do vírus da gripe e da tuberculose, por exemplo. Por isso, ela faz um importante alerta aos pais: deixe sempre a vacinação das crianças em dia para todas as doenças para evitar que o organismo sofra com essa falta de defesa.

Entenda o caso:

Nas meningites virais, o sistema nervoso central pode ser infectado por um variado conjunto de vírus, mas, independente do agente viral, o quadro clínico caracteriza-se por aparição súbita de dor de cabeça, sensibilidade à luz, rigidez de nuca, náuseas, vômitos e febre. Espírito Santo já tem mais casos de meningite do que em 2016

A secretaria explicou que, em geral, a evolução dos pacientes é rápida e sem complicações, exceto nos casos de pessoas com sistema imunológico comprometido.

A nota emitida pela Sesa destaca ações a serem tomadas pelas secretarias municipais de saúde da Grande Vitória, como informar à população sobre os sinais e sintomas da doença, medidas gerais de higiene e ainda medidas de prevenção específicas, conforme o vírus responsável.

 

Fonte: CBN Vitória